P E
 CUMPRIMENTO DOS PRINCÍPIOS DO BOM GOVERNO  
 
A Fundiestamo enquanto sociedade financeira credenciada junto do Banco de Portugal e da CMVM para a área de gestão de fundos de investimento imobiliário tem de satisfazer um conjunto de exigências que ajudam a assegurar a prossecução da actividade segundo as boas práticas de gestão, tendo os regulamentos de funcionamento sido apresentados à CMVM e ao Banco de Portugal no decurso do processo de licenciamento da actividade.
A sociedade está sujeita à Regulamentação emitida pela CMVM e pelo Banco de Portugal aplicáveis às Sociedades Gestoras de Fundos de Investimento Imobiliário e aos regulamentos internos que regem a sua actividade nos domínios das decisões de investimento e da alienação de imóveis, do seu arrendamento, relações com os participantes, política de repartição de resultados, políticas a observar relativas a aplicações financeiras, gestão de tesouraria, relações com os participantes, reporte de informação para as diversas entidades e participantes, organização dos meios humanos e materiais, organização documental e administrativa, preparação dos documentos prestadores de contas, dos documentos de apoio á gestão, relação com o banco depositário, etc..
A Fundiestamo no desenvolvimento da sua actividade tem especial atenção a aspectos como a adopção de comportamentos ética e deontologicamente inatacáveis, ao cumprimento das obrigações fiscais, à utilização de boas práticas para desincentivar a fuga e a evasão fiscal, à vigilância para impedir operações que visem o branqueamento de capitais, à utilização de políticas tendentes à criação e manutenção duma sã concorrência entre os diversos agentes económicos de modo a que sejam acautelados os princípios da transparência de actuação, da divulgação tempestiva e fidedigna de informação e da prevenção de conflitos de interesses.
Por último, importa referir que a prossecução de práticas do bom governo, é um esforço que nunca está totalmente acabado, havendo sempre possibilidade de melhorar. É pois esse o compromisso do conselho de administração para com o seu accionista e stakeholders da sociedade: procurar sempre melhorar as práticas de gestão.